Início > Uncategorized > Caso Emerson Sheik e a mídia anti-corintiana

Caso Emerson Sheik e a mídia anti-corintiana

O Corinthians contratou o jogador Emerson,após ser apresentado concedeu entrevista a imprensa paulista e já foi bombardeado na primeira questão sendo perguntado sobre a adulteração de documentos ocorrida em 1996,quando o jogador alterou seu nome e idade para ingressar na base do São Paulo.Como consequência ao ato o jogador acabou sendo detido e como pena a justiça determinou multa de R$ 70 mil e a prestação de serviços comunitários por 18 meses.

A imprensa fez o seu papel e questionou o jogador,mas pergunto por que isso não foi feito quando ele jogava no Flamengo ou na época do Fluminense,e sim em sua apresentação no Corinthians?Logo ele que chega com status de estrela,isso me parece mais um artefato da oportunista mídia paulista que trabalha contra o Corinthians,gostaria de saber se fariam isso com os outros clubes do Estado.

Mais uma vez a imprensa paulista mostra-se incompetente qual a lógica de querer prejudicar o clube com maior torcida e representatividade do estado?Deveriam aprender com a impresa gaúcha,carioca,mineira e paranaense que estão sempre ao lado de seus clubes,por que com eles se saindo vitoriosos todos ganham.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. 25/05/2011 às 10:22 pm

    Cara, já desisti dessa imprensa porca paulista. Moro no Rio e aqui é totalmente diferente. Emerson ganhou apelido de sheik aqui e sempre foi tratado como rei no Flamengo e no Fluminense. Bastou por os pés em São Paulo para começar o inferno.

    Isso desanima cara. Passa do ódio para a indignação, para a desesperança, para a indiferença, volta pra raiva… e vai cansando.

    Você tocou bem. É o cúmulo da idiotice e da burrice o tratamento que a imprensa paulista dispensa para o seu maior expoente, o clube mais popular e amado da cidade, orgulho paulista, responsável direto pela grandeza do nosso futebol e da admiração pelo resto do país. É inacreditável ver como pisam em cima daquele que deveria ser exaltado.

    Aqui no Rio isso é inimaginável. Flamengo é um patrimônio, e nem os rivais tentam diminuir isso. Pelo contrário. Vá falar para um vascaíno que a torcida do Corinthians é maior que a do Flamengo.. ele odeia o fla, mas entre ficar com um carioca e um paulista, lógico que vai ficar com o time da sua cidade. E assim é a imprensa.

    Nosso mal também está nisso. Não dá para saber mais como começou, se foi a imprensa ou foram os próprios bambis, mas o fato é que quando esse time nefasto e sua torcidinha de merda começaram a dominar a imprensa esportiva, o ódio se propagou em são paulo, e o Corinthians virou o alvo preferencial.

    Agora, impera a violencia e intolerancia, e virou um labirinto, onde não se consegue mais sair. é só críticas, ataques, ódio.. e o futebol mais vitorioso do país e o clube mais popular são tratados da pior maneira possível.

    O que torna o futebol paulista chato, graças a sua podre imprensa.

    E aproveitando o outro post, sobre o rizek, ele é um tremendo babaca, e ao dizer que é corinthiano entra para o seleto clube de jornalistas corinthianos que nos faz gostar até mais daqueles que são declaradamente antis.

    Foda.

    Valeu!

  2. mucio rodolfo
    26/05/2011 às 12:02 am

    E que tal esta manchete que o Jonyp encontrou na página do UOL Esportes e exibiu no blog do Paulo Monteiro:
    – Herói corinthiano, Castrilli se lança à prefeitura de Buenos Aires.?

    Desde quando o Castrilli é um herói corinthiano? Coisa de uma imprensa tendenciosa, que ignora que naquela partida o juiz argentino errou tanto a favor quanto contra o Corinthians. Coisa de uma imprensa qué há muito vem merecendo uma atitude mais contundente por parte da nossa diretoria. Está na hora de certos jornalistas aprenderem a diferença entre liberdade de imprensa e libertinagem de imprensa. Sobre o Emerson, garanto que se ele tivesse no passado uma passagem por um seminário, a mídia o encheria de perguntas sobre a prática de assedio sexual no meio eclesiástico, sobre o apoio da Igreja ao escravismo, sobre os excessos da Inquisição ao invés de perguntas sobre suas características, sobre a satisfação de estar jogando no Corinthians. E para fechar: quando o Rincón teve problemas com o tráfico lá veio a manchete: “ex-corintiano se envolve….”. Esqueceram que ele passou pelo Santos, pelo Palmeiras……e até pelo Real Madrid. E olha que para esta mídia carniceira o time espanhol é muito mais importante do que o Corinthians.

    • 27/05/2011 às 8:59 pm

      Esse texto do Castrilli é revoltante,ele já marcou penaltis polêmicos contra e favor do Boca e outras situações que acontecem no campo de jogo e nem por isso é taxado pela imprensa argentina.
      A diretoria do Corinthians é branda contra jornaleiros,no São Paulo por exemplo matérias como essas seriam vetadas pela diretoria com direito a pedir cabeça de jornalista.
      Aqui em São Paulo falta respeito com os clubes por parte da imprensa ao invés de aumentar audiência,causa ódio entre torcidas o que esvazia estádio e audiência da tv,na década de 90 o futebol as quartas-feiras tinha audiência média de 40 pontos,tudo que hoje temos o advento internet e outras coisas mas todo esse circo contribuiu para a queda no ibope.

      Grande abraço

  3. Ciro
    28/05/2011 às 11:32 pm

    sensacional

    comentei isso com amigos no mesmo dia

    jamais a imprensa carioca citou os assuntos ultrapssados do Emerson e os moleques, recém saidos de faculdades mediocres que não entendem nada de futebol, muito menos tem história no esporte resolveram aparecer e destilar toda frustração e recalque em cima do jogador

    verdadeiros oportunistas

  4. Fábio
    07/06/2011 às 1:23 pm

    O cara quebra o quarto de hotel, e ainda quer que os jornalistas o tratem como Deus!
    Idade para ter atitudes de criança já passou faz tempo para ele.
    A imprensa do Rio é omissa, pois tratam como Deuses pessoas que passam longe de ser pessoas do bem. Como foi o caso do goleiro Bruno e do Adriano, que em fotos com fuzil na mão e as palavras CV, eles acham que acima de tudo. E depois ainda fica dando entrevista exclusiva para o Fantástico, para livrar a barra e vir para São Paulo.
    Aqui em são paulo, a imprensa é mais crítica sim, e que bom! Tirando o ronaldo, que podia fazer o que quizesse (e isso até irrita), o resto, saiu da linha a imprensa pega no pé.
    O fato de ser questionado do gato no início da carreira, serviu para esclarecer a torcedores do timão, uma coisa que depois ia ficar saindo em blog’s como expeculações.
    Acho q a imprensa de são paulo, tem muito a melhorar, mas nesse ponto não vi, nenhum problema.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: