Início > Uncategorized > Bem amigos,será?

Bem amigos,será?

O programa Bem Amigos do Sportv que considero hoje o melhor debate esportivo das televisão brasileiro,ontem estava imperdivel,com um convidado mais que especial,Ronaldo Fenômeno,como sempre sua presença cativou a todos que estavam no estúdio e mais uma vez prendeu a atenção do telespectador o que deve ter rendido grande audiência ao canal esportivo mais visto na tv fechada.

Tudo caminhava bem com perguntas pertinentes do telespectador e respostas inteligentes do craque,além de uma retrospectiva de sua carreira e seus planos para o futuro agora como empresário.

Não contente com o sucesso do programa,dois integrantes resolveram destoar e irritar os telespectadores,primeiro Galvão Bueno seu excesso de estrelismo mais uma vez apareceu,cortando opiniões e dando respostas rispidas aos outros integrantes além de implicar com qualquer coisa chegou ao cumulo de parar o programa para reclamar de um helicóptero que sobrevoava o Pacaembu no momento do programa sendo merecidamente repreendido pelo diretor do programa,essas atitudes só aumentam seu indíce de rejeição e antipatia do público em geral.

O segundo integrante e tão chato quanto Galvão Bueno,Renato Maurício Prado,já não basta suas opiniões bairristas e piadas sem graça no Redação Sportv,mais uma vez fazendo o papel de jornaleiro/torcedor flamenguista tentou forçar a barra com Ronaldo para que o mesmo mostrasse algum arrependimento por não ter vestido a camisa do Flamengo,o fenômeno mais uma vez tirou de letra as artemanhas do jornalista carioca,deixou bem claro que o Flamengo não fez qualquer proposta séria para contar com seu futebol e exaltou o Corinthians e sua torcida.Faltou a Renato Maurício Prado um minímo de bom senso e de certa forma inteligência,Ronaldo é extremamente profissional,respeitador de contratos e jamais falaria bobagens,mais uma vez Renato Maurício Prado fez papel de jornaleiro cego que não enxerga todo o contexto e a forte ligação entre Ronaldo e Corinthians uma relação vitoriosa que trouxe benefício a ambos os lados.A relação do hoje empresário com o Flamengo ficou no passado hoje é apenas tratada como paixão de infância,portanto é de extrema burrice ficar toda hora tentando forçar a barra para que ele diga que ama o Flamengo,com esse tipo de atitude Renato Mauricio Prado terá cada vez menos credibilidade junto ao torcedor.

Apesar destes percalços o programa continua bom,porém deve evitar situações desncessárias como chiliques de apresentador ou perguntas irrelevantes e cheia de segundas intenções para agradar torcidas,o compromisso deve ser como a verdade e o comportamento dos integrantes respeitosos ao telespectador,diga-se de passagem um público que paga caro e exige qualidade.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. mucio rodolfo
    07/06/2011 às 10:55 pm

    A TV Educativa tinha um programa de debates que eu achava sensacional. Nele a apresentadora se limitava a fazer uma introdução ao tema a ser abordado e depois deixava o convidado dissertar a vontade sobre o tema, afinal o especialista era o convidado e não a apresentadora. De vez em quando, ela e os outros convidados davam um aparte, mas sem atrapalhar. Mas isto é inconcebível nos programas esportivos, onde os jornaleiros querem aparecer mais do que os convidados. Isto sem falar no famoso “daqui a três segundos vc continua a falar porque temos que falar das casas da banha…” Já imaginou o Milton Neves vinte minutos sem falar besteiras, apenas ouvindo alguém dizendo algo que presta em seu programa? É capaz do cara ter um “piripaque”.

  2. 07/06/2011 às 11:03 pm

    Mucio,eu gostava do caminhos do esporte com o José Carlos Ferreira na Rede Vida ele passou a uns 10 anos atras não sei se você lembra.
    Na tv aberta também chegou a ter o Mesa Redonda nova geração com o Garrafa,Celso Cardoso e mais um jovem que não lembro mais quem é…era nesse moldes também onde o convidado falava.

    Grande abraço

  3. Luiz
    08/06/2011 às 8:28 am

    Acho o “Bem amigos” muito confuso. Com o poderio da Globo, que pode escolher qualquer convidado e as melhores atrações musicais, o programa poderia ser muitas vezes melhor. Na minha opinião, falta direção para administrar o programa.
    O Galvão é melo dramático, com uma “emoção falsa”, sua pretotência é latente, aliás, não sei como um sujeito milionário como o Arnaldo C. Coelho se sujeita às humilhações dele. Quanto o Galvão sente que “pisou na bola” recua e fala da amizade, repete mil vezes que trabalham a 100 anos juntos, etc.
    A fórmula de truncar as respostas é ridícula, faz-se a pergunta, quando perguntado vai respondfer, o Galvão diz que a resposta é depois do intervalo. Na minha opinião a Globo está muito mal servida de narradores e apresentadores. O luis Roberto apesar de simpático, não tem voz ou carisma. o Milton Leite é chato. Apesar dos tropeços o Cleber Machado me parece melhor. Nos comentários, o Casagrande é terrível, fala com uma “batata” na boca e é quase inentelígivel, fica falando de problemas pessoais e de quanto jogava, durante a transmissão. O Caio, excessivamente politicamente corretol.

    • Jef Dascanio - SCCP - SBC
      08/06/2011 às 12:13 pm

      Luiz, concordo quando voce fala dos comentaristas… Casagrande e Caio são fracos…
      Agora discordo quando voce fala do Milton Leite que eu acho hoje a melhor opção em narração, o cara é coerente, tem seus traquejos… O Cleber Machado foi bom… FOI!
      Hoje ele não esconde sua má vontade com os jogos do TODO PODEROSO e os comentários durante o jogo são completamente sem noção e sem graça…
      A televisão precisa de renovação, e acho que isso está longe de acontecer…

  4. carlos alberto
    08/06/2011 às 8:46 am

    Comentário do Sr. Flávio Prado na Jovem Pan sobre a festa de Ronaldo no Pacaembú: “Chula”.

    Comentário do Sr. Wanderley Nogueira na Jovem Pan sobre a festa de Ronaldo no Pacaembú: “Fraca….fraca”

    É claro. Não tinha nenhum são-paulino sendo homenageado, sendo assim porque eles iriam gostar, certo?

    • Luiz
      08/06/2011 às 9:05 am

      Carlos Alberto: Tive a mesma impressão. Achei a “festa” fraca, mal produzida. O “espaço nobre”, reservado a imprensa internacional, uns 200 lugares, não tinha absolutamente ninguém.

      • carlos alberto
        08/06/2011 às 12:44 pm

        Caro Luiz, pois vc pode estar certo de que mesmo se o reservado para a imprensa internacional, se estivessem presentes vários Chefes de Estado, artistas, ainda assim esses dois representantes da Jovem Pan achariam a festa em homenagem ao Ronaldo uma porcaria. Alguém duvida disso?

      • 08/06/2011 às 8:43 pm

        Carlos Alberto,

        Qualquer opinião da Pan sobre o Ronaldo sempre dá margem a discussão,por que muitas opiniões são carregadas de ódio pelo fato de Ronaldo negar exclusivas para a rádio.

        Abraço

  5. mucio rodolfo
    08/06/2011 às 11:20 am

    Somente em 2006 é que eu tive acesso à parabólica. Portanto, não cheguei a pegar o programa caminhos do esporte da Rede Vida e nem o Mesa Redonda nova geração da Gazeta. Tinha que me contentar com os programas da Record, da Bandeirantes e o Cartão Verde. Este eu não deixava um domingo sequer. Não por causa de quem estava presente (Flávio Bambi Prado, Juca Traço Kfuro e José Ultrajano), mas para ver o que os convidados do Corinthians falariam e para discordar de quem apresentava. Por incrível que pareça conseguiram deixar o programa pior. Com relação ao programa que eu disse gostar (chama olhar 2000, 2001, 2002) eu esqueci de um detalhe: num canal público os programas não são poluídos por “merchans”.

    • Luiz
      08/06/2011 às 12:25 pm

      Mucio: Como vc. assistia ao Cartão Verde, deve lembrar da fase que para o Kifuro, o Pelé era no mínimo Deus em carne viva na terra, tamanha a puxação de saco que o fulano fazia. Era tanto exagero, que me lembro perfeitamente de quando nasceram os gemeos do Pelé, o Kifuro falva tanto do assunto que seus olhinhos até brilhavam……O Ultrajano até o apelidou de porta voz do Rei…….depois brigaram e o Pelé não é mais Rei- ( que para mim nunca foi além de um espetacular chutador de bola, o melhor chutador de bola do mundo, e, como cidadão, me parece que pouco ou nada fez por sua raça negra, pelo que entendo, o Pelé sendo uma figura pública mundial, muito poderia fazer pelos desvalidos e oprimidos deste País..

      • mucio rodolfo
        08/06/2011 às 7:01 pm

        Luiz. A veneração do Juca Traço pelo rei do futebol era tanta que certa vez na revista Placar ele chegou a dar 10 para o Pelé e 9 para Deus. Os patriotias costumam dizer que o Maradona só deu mal exemplo para os jovens. E o Pelé que renegou uma filha? Isto é bom exemplo que se dê?

      • 08/06/2011 às 8:40 pm

        Múcio,

        Concordo plenamente com sua opinião fora os casos de autografo que ele negou.

        Acredito que Maradona ao menos sempre deu a cara para bater em público.

        Abraço

      • 08/06/2011 às 8:45 pm

        Luiz,

        Concordo Pelé nunca teve o mesmo engajamento em obras sociais como Zidade e Ronaldo por exemplo mesmo tendo uma imagem bem mais abrangente que os dois jogadores citados,Pelé poderia ter aberto muitas portas com sua imagem e carisma.

        Abraço

      • Luiz
        08/06/2011 às 9:33 pm

        Na minha opinião, o Pelé sendo uma das pessoas mais conhecidas do mundo, mais do que o Papa, por exemplo, poderia e deveria assumir com muita honra e negritude. Que eu me lembre, nunca vi o dito cujo
        com um mulher negra, só loiras. (nada contra as loiras)
        Pelo que representa, poderia falar da consciencia negra, de Zumbi dos
        Palmares. (sou branco).

  6. Fábio
    08/06/2011 às 3:20 pm

    Acredito que apesar dos interesses de CBF e Rede Globo, a despedida do Ronaldo foi muito bonita. Ele tem um carisma imenso com os brasileiros. Não haviam apenas corinthianos no pacaembu ontem, e sim, torcedores deste craque. Eu não torço para o corinthians, mas cresci, falando ronaldo nos gols em que eu fazia quando pequeno.
    Agora queria destacar, a puxação de saco dos participantes da mesa do programa esportivo da rádio transamérica de São Paulo “Papo de Craque 2ª edição”. Ontem os apresentadores, cometaram que talves pudessem haver beneficiamento em $$ por parte de dirigentes do corinthians em contratações.
    O ser Andres, ligou para o programa todo Nervosinho, questionando se havia provas para aquela acusação.
    Na verdade a partir daí foi ridículo; eles como jornalistas, abaixaram a cabeça e ouviram o sermão do presidente corintiano ao vivo, (que se acha deus, depois que firmou parceria com o seu RT, depois de tanto puxar o saco dele) e o único que peitou e explicou a situação, pois não se tratava de acusação e sim, de um suposto acontecimento, que na verdade ocorre em qualquer clube, foi o ex árbitro, godoy. (que pra mim, nunca foi um árbitro sensacional, mas que depois q parou se acha o melhor, mas que ontem tive que tirar o chapéu). O final da entrevista, foi um “Você esta indo para o pacaembu presidente? Se estiver, chovendo leve um guarda chuva para não se molhar”, proferido, pelo comentarista neto, (que pra mim foi um bom jogador, mas nunca foi um craque e é titulado como tal). Dentre essses comentários existiram muitos outros, que enojarão até corinthianos.
    Até quando esse puxassaquismo com algumas pessoas vão continuar?

  7. 11/06/2011 às 1:35 am

    Jornaleiros Esportivos – Aqui não tem coorporativismo :
    Carlos Alberto,
    Qualquer opinião da Pan sobre o Ronaldo sempre dá margem a discussão,por que muitas opiniões são carregadas de ódio pelo fato de Ronaldo negar exclusivas para a rádio.
    Abraço

    Pessoal, a Radio Jovem Pan é um antigo e manjado núcleo do anticorintianismo-jornaleiro de sp, todas as hienas carniceiras dessa emissora simplesmente ODEIAM TUDO proveniente do Corinthians !! Jamais teceram qualquer simples elogio à contratação do Ronaldo, em 2008, portanto não seria na despedida que agiriam diferente. Pra mim, o pior de lá é um tal de Luis Carlos Quartarolo, santista fanático e chato, cujo pai é palmeirense, ele é um representante oficial do Santos numa emissora de rádio, com opiniões sempre ofensivas ao Timão, fofocas, mentiras, arrogância, agressivo, reacionário anti-povo, mas um tremendo puxa-saco do Felipão e do Muricy desde os tempos de Bambi . Quando toma patada desses 2 treinadores em coletivas, fica quietinho e leva tudo na brincadeira. Vamos ver quando um desses for ser técnico do Timão, como esse verme vai agir…

    • 11/06/2011 às 11:26 am

      Fabiano concordo plenamente,Quartarolo fez uma dupla implacável com Luciano Facciolli o novo rei do traço nos tempos de pan com comentários carregados de ódio e inveja ao Corinthians

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: