Início > Uncategorized > Andres Sanches cala a levianidade dos jornaleiros

Andres Sanches cala a levianidade dos jornaleiros

Duas participações brilhantes de Andres Sanches presidente do Corinthians no Mesa Redonda da TV Gazeta e no Arena Sportv,independente de clubismo Andres respondeu a altura a covardia e levianidade cometida durante os últimos por diversos jornaleiros.

Na Tv Gazeta fez Wanderlei Nogueira e Flávio Prado ficarem  mansos não sei se por covardia ou por falta de argumentos,os dois jornaleiros que na rádio Jovem Pan criticam abertamente Andres e o estadio do Corinthians não se manifestaram e ouviram Andres calados como se estivessem sendo massacrados pelas palavras do presidente corintiano.

No Sportv derrotou com categoria a sabatina feita por Mauricio Noriega e Marco Antônio Rodrigues,que aliás finalmente resolveram se manifestar sobre o tema,com perguntas capciosas e cheias de ironias e acusações,algo raro de ser ver em um programa das organizações globo.

Que esse tipo de atitude se torne padrão entre os dirigentes de clubes que são atacados de forma covarde pelos argumentos passionais da imprensa,parabéns ao Andres por defender seu clube e que isso vire modelo para todos.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. BASILIO77
    02/08/2011 às 2:28 pm

    Andres mandou MUITO BEM!!!
    Mesmo com as dificuldades que ele tem para se expressar, o dominio da lingua, de falar em publico de improviso, ele foi NOTA NOVE.
    Espero que o clube comece a impor respeito e exigi-lo perante a mídia que até hoje vive quase que totalmente do assunto chamado SCCP.
    Tomara que Sanchez eleja seu sucessor, o clube precisa manter esse rumo, mesmo Mario Gobbi, seu candidato, a primeira vista estar longe do ideal.
    Abraco.

    • Wilson Timão
      03/08/2011 às 1:17 am

      O que deixa qualquer um magoado são comentários como o Neto fez domingo quando o Corinthians entrou em campo.

      O maldito começou vomitando que ganhou do departamento de marketing uma camisa grená. Na seqüência foi sentando o reio como se aquilo fosse um lixo.

      Porra! É inaceitável tamanha ingratidão.

      Quantos de nos sentir-se-iam honrados de ter uma camisa daquela que o Neto ganhou e esculachou?

      Passou da hora do Corinthians através de seus dirigentes não nos diminuir dando regalias para canalhas como Neto, Juca Kfouri e outros lixos humanos.

      Cada vez que esses filhos da puta ganham privilégios, presentes e homenagens eu me sinto agredido.

    • Wilson Timão
      03/08/2011 às 2:15 am

      Quanto aos “jornalistas” sarcásticos e irônicos que sabatinaram o Andrés, e o presidente na simplicidade explicou para os imbecis como se ensina para uma criança de seis anos.

      Eles são burros ou estão se fingindo de burros?

    • Roberto
      03/08/2011 às 4:23 pm

      assino em baixo basilhão

      Abçs

      Roberto

  2. Fábio
    02/08/2011 às 2:29 pm

    Quando é que vocês vão perceber que isso tudo não passa de um teatro, e que depois de discussões e ironias, eles, tomam café no bar e dão risadas dos torcedores e dos telespectadores.

    • Luiz
      02/08/2011 às 2:55 pm

      Fábio: Então, na sua concepção as coisas funcionam assim: Existe uma “quadrilha” de entrevistados e entrevistadores cujo objetivo é tirar um “sarro” dos “torcedores”.
      Vc. não acha isso muita “teoria de conspiração?”-
      Eu acharia muito natural que após um debate, não tratando de discussões de assuntos particulares, por mais duro que seja, as pessoas educadas mudam de assunto e convivem harmoniosamente, se respeitando.

      • Fábio
        02/08/2011 às 3:08 pm

        “Quadrilha” e “Teoria da Conspiração” ai já é você quem esta dizendo Luiz.
        Mas que eles sabem levar facilmente a massa isso eles fazem bem.
        O Andres toca conforme a música (Se esta no céu é santo, e se esta no inferno é um capeta), e por isso não o vejo como exemplo de nada. Ele ama o seu clube sim, mas para levar os interesses do clube é capaz de qualquer coisa (honesta / desonesta), e isso para mim, não é um exemplo a ser seguido.

      • João
        03/08/2011 às 12:58 pm

        …”Ele ama o seu clube sim, mas para levar os interesses do clube é capaz de qualquer coisa (honesta / desonesta), e isso para mim, não é um exemplo a ser seguido.”…

        Mas Fábio, você poderia me apontar um dirigente de clube aqui no Brasil que faça diferente do Andrés?
        Eu não estou te provocando e nem defendendo o Andrés, muito longe disso, mas não me vem à memória qualquer exemplo que possa ser citado que faça as coisas de maneira diferente do que ele faz.
        A diferença para os outros é que o Corinthians é a entidade mais patrulhada do país, onde qualquer brisa vira um tremendo furacão; e o Andrés é um dirigente que – digamos assim – não preza muito pelo sigilo de seus atos e nem mede as suas palavras e declarações.
        Tirando isso, acho ele igual a todos os outros em seus defeitos e virtudes.

      • Fábio
        04/08/2011 às 11:36 am

        João, vou lhe dar um exemplo no próprio corinthians. VICENTE MATHEUS, não sou corinthiano, mas conheço sua história, e em relação a ética e amor pelo clube, o Andres passa longe.
        A imprensa vive falando do Juvenal Juvêncio, e seguindo essa linha de raciocíonio seu, o Andres não tem diferença alguma, só que hoje esta em alta, como o juvenal estava há 5 anos atrás, só que quem nao tem ética aglomera inimigos e é por isso que o são paulo esta como esta hoje e no caminho do andres, para mim, o corithians nao terá um futuro diferente

      • João
        04/08/2011 às 2:58 pm

        Fábio, eu falei de um exemplo do presente e não de um com mais de 25 anos no passado.
        Estamos em 2011 e o Matheus nem nessa dimensão se encontra mais. Ele faz parte da história do futebol brasileiro, não só do Corinthians. Mas mesmo com tudo isso, não deixou de cometer seus deslizes.
        Comparar as administrações do Andrés e do Juvenal fica complicado, já que o Andrés sai no final desse ano e o imperador da Vila Sônia fica ainda até 2014, graças ao golpe aplicado no estatuto do SPFC completando no total de seus mandatos mais de uma década como presidente do clube, comparado aos pouco mais de 4 anos que Andrés será do Corinthians, ou seja, um ficou no poder bem mais do que o dobro do que o outro.
        Quanto ao M.O. de ambos, você acaba corroborando a minha tese que de ninguém faz nada diferente de ninguém no futebol brasileiro. A diferença é que uns enxergam isso e outros não, talvez a paixão clubística ou o ódio do adversário os impeçam disso. E só o tempo dirá quem foi mais ou menos nocivo a administração do clube. O ódio – assim como a paixão – são passageiros.
        E você ainda fica me devendo um exemplo (nos dias de hoje, não da pré-história) de alguém que aja diferente do que o Andrés e até mesmo do Juvenal.

      • Fábio
        05/08/2011 às 9:02 am

        João concordo com vc em muitas coisas que escreveu, e é por isso que digo, que ele não é exemplo de nada como colocado aqui.
        Diferentes que o Sr. Juvenal e o Sr. Andres, existem vários, mas esses vários possuem outros defeitos que também prejudicam o futebol. Como a Patricia Amorim, que tem um amor enorme pelo Flamengo, como o Arnaldo Tirone que esta tentando colocar as contas do Palmeiras em dia e por ai vai.
        Sou sincero em lhe dizer que a única coisa (única) que difere o Andres do JJ é a questão da reeleiçao. Mas nisso o andres não foi burro e viu o proprio exemplo do JJ e resolveu, que sair por cima é melhor que sair como o JJ vai sair do São Paulo, A administração do JJ foi a mais vitoriosa do SPFC, mas esta sendo queimada pela sua insistencia no poder.
        Abraço

  3. Luiz
    02/08/2011 às 2:38 pm

    Assisti a entrevista do Sportv, não sou Corinthiano, gostei muito da postura humana do Sanchez admitindo-se simples e falível, algo muito raro hoje em dia.
    Não tenho nenhum apreço ao “jornaleiros esportivos”, quase todos mantém uma posição ridícula em relação a sociedade, considerando-se acima do bem e do mal, achando que entendem mais da parte técnica, tática e estratégica que os “treineiros”.
    Acho risível estes “analistas” tipo o “traço”, que após 10 minutos do término de 5 jogos, postarem opiniões definitivas sobre competencias ou defeitos de A ou B, (tudo isso baseado nos melhores momentos editados pelas Tvs)- ( E o povão delirando com sábios comentários do “expert” kkkkkkkkkkkkk).-
    Analise um sujeito como o Milton Neves, sem exageros, deve fazer mais de 20 anos que não vai a um campo de futebol e “analisa” como uma “profundidade” de quem acompanha diáriamente todos os times de futebol do planeta.
    Voltando ao Sanchez, acho que o Corinthians perderá muito com a sua saída, qaulquer atividade profissional, seja num clube, indústria, comercio, precisa de uma boa administração com objetivos longos, quando existe esta ruptura de gestão, com pessoas completamente distintas, descompromissadas com o futuro, vem os problemas……

  4. múcio rodolfo
    02/08/2011 às 3:57 pm

    Evidente que a diretoria do Corinthians tem mais o que fazer, mas seria interessante alguém dela entrar de surpresa nesses programas ao vivo que descem a lenha no Timão e em tudo relacionado a ele. Já pensou alguem ligando para a Joven Pan minutos depois de algum jornaleiro desta emissora chamar o novo estádio do Corinthians de roubão ou de Gambazão e perguntando para o referido jornaleiro o que ele havia dito anteriormente?

  5. 02/08/2011 às 7:26 pm

    Até que enfim o Corinthians está sendo representado à altura, na figura do seu presidente, perante aos covardes, sórdidos, mentirosos e fofoqueiros jornaleiros da mídia falida anti-corintiana. Andres não é erudito e nem acadêmico, mas percebeu, nesses anos na presidência, que o Timão é uma potência com perspectivas gigantescas de crescimento, apesar dos elogios, do apoio, dos incentivos, serem sempre direcionados aos outros clubes de São Paulo e até do Brasil. Mas toda a Diretoria do Timão, mesmo com ressalvas, porque não é perfeita, está de parabéns por defender o clube e sua torcida dos diários ataques-raivosos das hienas carniceiras da nossa “inpremça” . Valeu, Andres e Rosemberg, por colocarem o clube-rosado, namoradinha da mídia, no seu devido lugar! Oooléé!!

  6. Maria Angélica de Oliveira Nascimento
    03/08/2011 às 1:47 am

    Não tenho mais estômago para assistir o Flávio Aloprado e com os 3 a 2 ainda atravessados na goela, esqueci que o Andrés estaria participando daquele lixo de programa. Mas, gostei muito da participação do Andrés no Sportv, a qual pode ser resumida numa frase: Sem Sanches para os entrevistadores. Andrés deu um Show. Foi uma lavada. Digno de ser gravado e exibido à exaustão. Até todos entenderem.

    • Luiz
      03/08/2011 às 4:58 pm

      Na entrevista do Andrés eu passei a refletir diferente em relação a tempo de mandato de qualquer dirigente, seja clube, federação ou mesmo governo.
      Muitas vezes a continuidade é necessária. Vamos supor que uma nova diretora eleita seja contrária ao estádio ou a oputros cpompromissos de marketing, etc. etc.. Rasga´se os contratos? Em relação a CBF, imaginemos que haja um mandato de 4 anos, sem reeleição, jamaios seria realizado um evento como copa do mundo ou olimpíada no Brasil, pois o projeto e idealização demora mais que isso.

      • Fábio
        04/08/2011 às 10:12 am

        Ai fica igual ao São Paulo de JJ, teve os primeiros melhores mandatos que já vi em um clube, sendo campeao do mundo e tres vezes seguidas campeao brasileiro e agora esta este presidente mediocre. Ou igual ao Dualib, Mustafa e etc.
        Quando uma pessoa fica muito tempo no poder, ele deixa de encarar o mandato com a mesma vontade do começo.

  7. Fábio
    03/08/2011 às 11:09 am

    “Vocês que fazem parte dessa massa,
    Que passa nos projetos, do futuro
    É duro tanto ter que caminhar
    E dar muito mais, do que receber.
    E ter que demonstrar, sua coragem
    A margem do que possa aparecer.
    E ver que toda essa, engrenagem
    Já sente a ferrugem, lhe comer.

    Eh, ôô, vida de gado
    Povo marcado, ê
    Povo feliz
    Eh, ôô, vida de gado
    Povo marcado, ê
    Povo feliz

    Lá fora faz um tempo confortável
    A vigilância cuida do normal
    Os automóveis ouvem a notícia
    Os homens a publicam no jornal
    E correm através da madrugada
    A única velhice que chegou
    Demoram-se na beira da estrada
    E passam a contar o que sobrou.

    Eh, ôô, vida de gado
    Povo marcado, ê
    Povo feliz
    Eh, ôô, vida de gado
    Povo marcado, ê
    Povo feliz

    O povo, foge da ignorância
    Apesar de viver tão perto dela
    E sonham com melhores, tempos idos
    Contemplam essa vida, com a cela
    Esperam nova possibilidade
    De verem esse mundo, se acabar
    A arca de Noé, o dirigível
    Não voam, nem se pode flutuar,
    Não voam nem se pode flutuar,
    Não voam nem se pode flutuar.

    Eh, ôô, vida de gado
    Povo marcado e,
    Povo feliz
    Eh, ôô, vida de gado
    Povo marcado e,
    Povo feliz”

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: