Início > Uncategorized > Felipão e a imprensa paulista chapa branca

Felipão e a imprensa paulista chapa branca

Não consigo entender por que a imprensa paulista tem defendido tanto o treinador Luiz Felipe Scolari e apenas culpado o mediano elenco palmeirense por seus atuais fracassos.O custo benefício do treinador é péssimo, por mais que o seu time seja médio, o trabalho do pentacampeão que ganha segundo divulgado pela mídia 700 mil reais por mês não condiz com as expectativas criadas.

Ontem Cosme Rímoli o jornaleiro maldade, implorava em seu blog para que a diretoria do Cruzeiro contrate Scolari, quem no Brasil pagaria um salário tão alto a um treinador que não vence nada desde 2002?Nada contra Scolari, um técnico vencedor e em seu histórico sempre ficará marcado pela competência,mas a imprensa não deveria ser tão passiva com o seu desempenho e sim avaliar os seus últimos trabalhos como a vexatória demissão do Chelsea ou ter se escondido no Uzbequistão.

Imagino qual seria o comportamento de nossos jornaleiros se o treinador palmeirense fosse Jair Picerni, Vadão, Candinho… E os mesmos tivessem a atual campanha de Scolari no campeonato brasileiro, seriam humilhado pela mídia paulista e estariam com suas cabeças a prêmio… Além de fracos na capacidade de avaliação nossos jornaleiros são chapa branca com personagens que tragam algum interesse, Felipão é de personalidade e fala o que pensa, portanto um alvo fácil para aquecer as polêmicas que a imprensa paulista adora promover por isso o treinador segue protegido mesmo com um fraco trabalho e sendo um duro golpe aos cofres de seu clube.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Luiz
    20/09/2011 às 1:05 pm

    Gustavo, me permita discordar, vc. foi extremamente generoso com o “técnico”. O Felipão vem protagonizando espetáculos ridículos de má educação, despreparo, com arroubos de macheza, tipo me segura senão eu brigo…..
    Antes de 2002 era useiro e vezeiro de palhaçadas à beira do campo, jogando bola dentro do campo para atrasar o jogo, pressionando árbitros, “querendo brigar”, etc. etc.
    Ganhou a Copa de 2002 com uma das melhores seleções de todos os tempos com as calças na mao. Se o juizão tivesse visto o Luisão se jogar dentro área, fingindo ser penalti, contra a Turquia, possívelmente voltaria para casa derrotado nas 8as, de Final.
    Protagonizou na Copa de 2006 com a Seleção de Portugal um deprimente espetáculo, sem fair-play nenhum,querendo “agredir” um jogador adversário e chamado o Juiz de ladrão, foi por esse motivo admoestado públicamente pela Federação Portuguesa que repudiou seus modos.
    Atualmente continua propiciando espetáculos semanais a beira do jogo, ofendendo árbitros, sendo expulso, brigando e ofendendo a diretoria do clube que o paga o maior salário da America Latina, “chamando para a briga” a torcida, dizendo que passa todo o dia pela rua tal e outras coisitas mais.,

  2. Fábio
    20/09/2011 às 1:54 pm

    O que será que aconteceu com a sua competência? é indiscutível sua competência na passagem pelos clubes até a sua saída do Brasil.
    Será que os técnicos após conseguirem uma boa estabilidade financeira, deixam de lado o comprometimento, como foi também com o Luxa, e com outros que tiveram um começo de carreira brilhante, mas foram relaxando e agora, só aparecem em noticiários quando o fator extracampo é comentado.
    Falta ambição por parte dele, e se ao comandante falta isso, imagine ao elenco, que quer queira ou não, seguem o seu comandante.
    Toda derrota ou empate, ele se esconde, na arbitragem, na deficiência da diretoria e outros fatores, mas nunca foi porque ele armou erroneamente a equipe, como no caso dos 6×0, 3×0 e por ai vai.
    Os palmeirenses estão refém de um sujeito que não é mais vitorioso, e não tem mais o mínimo interesse de ser. Onde estão as promessas de técnicos que ocorriam constantemente nos anos 90 e no começo dos anos 2000, hoje na minha opinião tirando o Muricy, nenhum outro tem ambição.
    Quem perde com isso é o Palmeiras que continua amargando uma fila, que tirando o paulista de 2008 se extende cada vez mais, além é claro de sua torcida que cada dia que passa ve seu time com menos e menos chances de ganhar algum campeonato de expressão.
    O salário dos jogadores e do técnico, vão cair com atraso ou sem atraso, e pode ter certeza que eles não se importam com a história do clube ou em fazer história.
    Somente algo que acho uma sacanagem dos jornaleiros é dizer que o palmeiras paga 700 mi, para o Felipão.
    O palmeiras é um dos clubes que menos paga para ter um técnico, sendo que estes exorbitantes 700mi, são pagos em partes por Unimed 190mil, Banif 250mi, sendo o restante por conta do clube e outros patrocinadores de menor expressão. Acredito que Muricy, Tite e Adilson, tem mais gastos para os seus respectivos clubes do que o felipão para o palmeiras. Mas bastou o palmeiras falar em contratar alguem, ou citar a falta de dinheiro que a imprensa logo fala que se paga 700 mi pelo técnico. Este é o salário dele, mas não é o clube quem paga a maioria.
    Isso deixa o time acomodado também, afinal ao demiti-lo, tem de pagar o que estiver na clausula (como muricy e luxa), e ainda contratar um outro técnico, sem patrocíos de expressão.
    Hoje em dia vejo o Palmeiras num barco a deriva, e o Felipão, como um ótimo técnico aposentado.

  3. Luiz
    20/09/2011 às 2:50 pm

    Fábio, Na minha opinião, a suposta competência que vc. acha que existia no Felipão e no Luxemburgo, SEMPRE veio acompanhada de super times, verdadeiras seleções que de vez em quando, quase por acaso, sem montam em times de futebol. Vc. pode dizer que o Felipão “ganhou” a Copa do Brasil com o Criciúma. Não vale, este tipo de torneio preveligia zebras costumeiras, veja o retrospecto.
    Nunca vi e com certeza não verei nenhum time comum ser Campeão com qualquer técnico.
    Em relação ao super salários, na minha opinião, fora de propósitos pela baixa importância do “treineiro” no resultado, o Muricy fala em 15%. Se eles são pagos pelas empresas A ou B não importa, sempre são vinculadas a imagem do clube. Não são patrocinios individuais.

  4. Blefe
    20/09/2011 às 5:08 pm

    Além disso, ainda existe o fato de que o cara está avariando.
    Fala mal de meio mundo, cobra o elenco publicamente, mostra o dedo pra torcida, discute com jornalista, senta a ripa na arbitragem, briga com dirigente, cobra a diretoria, cria caso com jogador…

    As vezes até que ele tem razão, mas as coisas são tão recorrentes que a única explicação que acho é que o cara não tá mais aguentando a pressão e está, literalmente, avariando.

    Felipão, pra mim, é um técnico que não acompanhou todas as mudanças que o futebol teve nos últimos anos. Agora demonstra uma dificuldade imensa em pegar o bonde andando. Ficou muito tempo deitado na glória da copa de 2002, se achou demais, entrou na vibe do futebol europeu (portugal/inglaterra/uzbequistão) e se desacostumou com o ritmo/pressão do futebol brasileiro e com a tendenciosa e sensacionalista imprensa esportiva que temos.

    Em matéria de mau-humor e falta de educação, conseguiu superar até o professor Muricy Ramalho.

  5. randal
    20/09/2011 às 7:05 pm

    Detalhe: lá no Chelsea ele chegou e foi contratado quem ele pedia.
    Quando os resultados não apareceram e ele tomou o famoso pé na bunda, a imprensa vendida lançou a duvidosa tese de que ele não deu certo por foi BOICOTADO.

  6. Wilson Timão
    20/09/2011 às 10:06 pm

    Não é apenas com a imprensa que o técnico Luiz Felipe Scolari tem chapa branca, ele tem chapa branca também com justiça desportiva brasileira.
    O tal de Felipão é re-reincidente em todos os artigos do código de justiça desportiva, e ele simplesmente vai ao tribunal e é absolvido vez após vez.
    E assim ele continua zombando, agredindo, ofendendo, caluniando e chamando para briga quem bem entender.
    Felipão o chapa branca com a imprensa e com a justiça. Que beleza.

  7. múcio rodolfo
    20/09/2011 às 10:55 pm

    * É possível que eu já tenha dito isto aqui antes mas……………………Em 2002 o Felipão estava numa situação confortável. Pegou um seleção desacreditada que penou para se classificar para a Copa do Mundo. Foi a que mais perdeu jogos em eliminatórias (alguns sobre seu próprio comando). Se ganhasse o penta não seria cobrado como foi o Parreira em 2006. Deu sorte de ter jogadores estupendos (Rivaldo, Ronaldo) no auge da forma. Deu sorte de pegar uma chave mamão com açúcar e foi avançando. Deu sorte de ter ao lado o famoso apito amigo brasileiro. E foi penta! Depois previu que milagres não acontecem a todo momento e pulou fora. Virou um semideus. E suas opiniões se tornaram importantes e definitivas.
    * É possível que eu também já tenha dito isto aqui antes mas……………..um dia o Estadão foi entrevistar Felipão- uma grande autoridade no assunto futebol:
    – Felipão, o São Paulo é capaz de enfrentar os grandes clubes europeus?
    – Não só o São Paulo, mas o Flamengo, o Grêmio, o Cruzeiro…………..
    Manchete da entrevista:
    FELIPÃO: “O SÃO PAULO É CAPAZ DE ENFRENTAR OS GRANDES CLUBES”

  8. Raphael
    21/09/2011 às 5:43 pm

    http://www.meutimao.com.br/link/1a6m

    Só mais um excemplo da imprensa tricolor em SP trabalhando para uma crise no Corinthians, em plena semana de clássico

  9. BASILIO77
    21/09/2011 às 9:36 pm

    Se o defeito dele é ser grosseiro com a imprensa…para mim, isso é virtude.
    E continuo o achando diferenciado entre a concorrência brasileira.
    Queria ele no SCCP ONTEM.
    Uma pena que essa diretoria o deixou escapar logo após a Copa 2010, tava a disposição e ouvi uma entrevista dele dizendo que trabalharia em qualquer clube da cidade de SP.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: