Início > Uncategorized > Previsões furadas 182:Portuguesa rebaixada no paulistão

Previsões furadas 182:Portuguesa rebaixada no paulistão

No ano passado e no início do ano ouvimos nossos “especialistas” que a Portuguesa era o Barcelona brasileiro,com um futebol bonito e vistoso que resgatava nossas tradições futebolisticas com revelações de nível de seleção  e um técnico sério e competente da nova geração.Quatro meses depois a Lusa volta ao lugar que mais frequentou nos últimos dez anos:a série B do campeonato paulista.

Utilizando a expressão de meu amigo Paulo Monteiro,uma série de comentários e previsões furadas de nossos jornaleiros onde destaco Flávio Gomes,Eduardo Afonso e Flávio Prado principais interlocutores do fã clube da Lusa que se instalou após a boa campanha na SÉRIE B.Sim leitor,destaco o termo Série B,pois embora a segunda divisão brasileira seja mais forte e melhor que a maioria dos campeonatos europeus não pode ser utilizada como parametro para tratarmos seus times como potências e salvação do futebol brasileiro como feito durante o segundo semestre de 2011 por nossos jornaleiros,que aliás agora com a Portuguesa na segunda divisão se esquecem do festival de previsões furadas que praticaram nos últimos 8 meses.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Luiz
    15/04/2012 às 10:18 pm

    Gustavo: Eu até admirava o Jorginho, independente de resultados. A minha “admiração” se esvaiu ao longo das entrevistas que concedeu e tive oportunidade de assistir. Me pareceu rancoroso, bravinho, coisa e tal. Não acho que ele seja o responsável pela queda da Lusa. A sua participação na ascenção do time e na queda foi minúscula, igual a de todos os outros técnicos. Um técnico, na minha opinião é apenas um gestor de pessoas. A sua participação efetiva, no que se sugere a parte tática ou estrátégica é quase nula. Treinar fundamentos básicos, escanteios, barreiras, bola parada, triangulação, esquemas táticos, defender atrás da linha da bola, atacar em bloco, etc. etc. etc. milhares de pessoas fazem isso no mundo e existem centenas de livros que explica e detalha como. Trocando em miúdos, no Brasil

    existem 12 clubes que ganham ou são finalistas de 90 % dos campeonatos. Basta checar os campeonatos regionais ou Brasileiros. Este 12 clubes estão anos luz em relação ao resto dos outros, motivados por torcida, recursos financeiros oriundos de arrecadações diversas permitem que contratem os melhores jogadores, etc. etc.. No Brasil existe um grupo de previligiados “professores” que ganham fortunas para fazer o óbvio, quase sempre os mesmos, com 90% de chances um dos 4 grandes do Rio ou SP, serão campeões, independente de quem seja o técnico, pode ser qualquer um que tenha boas noções óbvias de futebol e de gerencia de grupos. No RS, SC,PR, MG, e outros, normalmente são 2 clubes que vencem, ou seja qualquer que seja o “técnico”, já entra com 50% de chances de ser campeão e o outro vice, que como desculpa vai dizer que o juiz é ladrão ou a culpa é do Lula.
    Diria mais, na Espanha, pela brutal diferença técnica entre Real e Barcelona, se o Tiririca e a MMãe Dináh fossem os técnicos um dos dois seria o campeão.

  2. Múcio Rodolfo
    15/04/2012 às 11:36 pm

    1- Engraçado é que em 2008 o Corinthians fez uma passagem brilhante pela Série B. Tinha um time com esta formação Felipe, Alessandro, Chicão, Willian e André Santos; Cristian, Elias e Douglas, Morais, Herrera e Dentinho. No entanto, muitos jornaleiros duvidavam da capacidade deste time em sobreviver na primeira divisão. Mas ai veio o Ronaldo. Mas ai veio o Jorge Henrique e o time que os entendidos acreditavam que no máximo iria lutar na parte do meio da tabela, ganhou um Paulistão de forma invicta -algo que não acontecia neste campeonato desde 1972 e que não tem e repetido nos anos seguintes- e conquistou a sua terceira Copa do Brasil em cima do super-ultra-mega valorizado time do Entregacional. De repente os mesmos especialistas que previam um Corintians como no máximo coadjuvante apostaram que a Lusa iria brilhar este ano no futebol brasileiro. Ainda tem o Campeonato Brasileiro para eles confirmarem a sua previsão.
    2- É por isso que eu questiono quando se diz que um determinado treinador é o máximo por causa dos títulos que conquistou ao longo da carreira. Ser campeão tendo quase-seleções a disposição, sendo favorecido por esquemas paralelos, por adversários ávidos por serem derrotados acabam diminuindo a influência do treinador em tal conquista.

    • Wilson Timão
      16/04/2012 às 10:34 am

      O problema dessa vez não foi a imprensa que todos sabem é useira e vezeira em profetizar besteiras e levar do céu ou inferno de um dia para outro. O grande problema foi que a diretoria, técnico e atletas da Lusinha do Canindé assumiram a Barcelusa, deram uma bicuda na humildade e vestiram até o último suspiro a mascara da vaidade e arrogância. O Jorginho com essa cara de besta na verdade se acha o “the Best”, e aquele volantezinho medíocre, o tal de Guilherme, acredita piamente que é o Beckenbauer renascido e melhorado.

  3. Mauro Oliveira Ben Yosef
    16/04/2012 às 8:23 am

    em feito para a BABALUSA, cai na onda de nossos jornaleiros e acredita que é o melhor time do Brasil, assim como o Palmeiras que estava ganhando uns jogos de ninguém no Paulista e acreditava estar pronto para toda a temporada. Agora os mesmos jornaleiros que tanto elogiaram a babalusa, vão criticar estrutura, planejamento, etc.. etc.. e etc…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: