Início > Uncategorized > Alexandre Praetzel: Morumbi e a volta dos bons tempos…

Alexandre Praetzel: Morumbi e a volta dos bons tempos…

Image

Quem ouvia a Rádio Bandeirantes ontem a noite(03/05/2012) deve ter tomado um enorme susto… Alexandre Praetzel elogia a escolha do Morumbi como palcos das finais do campeonato paulista de 2012, considerando como a volta dos bons tempos do futebol paulista em termos de grandes espetáculos.

Uma afirmação que só pode ser entendida como uma piada de mau gosto, a final do campeonato paulista de 2012 dificilmente terá disputa devido a enorme diferença técnica entre as equipes do Santos e do Guarani, agora com todos os jogos transferidos para o Morumbi não há menor dúvida do tricampeonato santista.

É ridículo um jornalista que se julga tão superior aos colegas de profissão como o azedo Praetzel analisar que a escolha do Morumbi é a volta dos bons tempos do futebol paulista,não é não,a escolha do estádio deve ser entendida como um ato de politicagem da federação paulista com o intuito de agradar a nova presidência da CBF(ligada ao São Paulo Futebol Clube) e que futebolisticamente enterra qualquer chance do bugre campineiro em equilibrar a disputa.

Sacanagem com o torcedor de Campinas que desde 88 não tinha a oportunidade de acompanhar o Guarani na final de um Paulista e com o santista que considera o Pacaembu como sua casa em São Paulo,tanto que foi conquistar sua terceira libertadores no Paulo Machado de Carvalho.

O Morumbi é até um bom estádio para os padrões brasileiros(embora se tornará obsoleto quando as Arenas da Copa de 2014 estiverem prontas) mas trata-lo como sinal de bons tempos é uma afronta a inteligência do ouvinte e sinal de que os cardeais tricolores voltaram com toda força a influenciar a inocente e volúvel imprensa paulista,que critica jogos em Barueri e Presidente Prudente e agora acha o máximo que uma final que não envolve o São Paulo seja disputada no seu estádio.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. jony
    03/05/2012 às 9:51 pm

    até anteontem o paulistão era uma bosta para a imprensa (com o perdão da palavra). bastou definirem a final para o panetone e virou tudo uma maravilha.

    no caso do citado praetzel dá até para imaginar que esteja contente pois o estádio é perto da bandeirantes e de sua casa.

    falando sério é uma vergonha, inversão de mando de jogo disfaçada. vão aparecer quantos torcedores do guarani? eles podiam lotar o estádio em campinas e cobrando um pouco mais caro ter a mesma arrecadação, até por que eu não creio que lote o estádio nos dois jogos.

    enfim, segue o jogo………

  2. Múcio Rodolfo
    03/05/2012 às 10:39 pm

    Eu penso o seguinte sobre esta decisão de Paulistão. O Manjubinha está convicto da conquista e o Brugre ciente de que chegou longe demais. O Manjubinha sabe que não precisa de seu alçapão na final. O Bugre está convicto de que jogar no Brinco de Ouro não vai fazer a menor diferença. Então, os dois resolveram faturar um pouco mais jogando num estadio maior. E nesse SOS-Time do Jardim Leonor, a gente não pode esquecer o quanto o presidente dos Manjubinhas tem se mostrado preocupado com o bem estar delas. Tanto que fez um comentário bastante imbecil sobre a localização do nosso novo estádio.

    • 05/05/2012 às 10:24 am

      Laor tem jogado para galera quase que semanalmente solta uma perola que é facilmente divulgada pela imprensa.
      Sei lá tenho uma certa desconfiança sobre esse presidente santista me parece um ótimo lobista,embora temos que reconhecer que tem sido importante ao Santos.

      • João
        05/05/2012 às 1:52 pm

        O sonho do LAOR é ser um novo Andrés Sanchez. As provocações são as mesmas, as declarações polêmicas também, enfim todo o discurso é igual. A grande diferença é que um fala igual ao povão e o outro já tem um pouco mais de cultura.
        Ah, só tem um pequeno detalhe: um foi presidente do maior clube do planeta, já o outro é presidente de um clube que pensa ser muito maior do que é, mas mal ultrapassa os limites de sua cidade e a vizinha Cubatão. No dia em que o Neymar for embora, voltam para o ostracismo ao qual estão acostumados.

      • Múcio Rodolfo
        05/05/2012 às 2:10 pm

        A gente tem de reconhecer que os Manjubinhas atravessam um dos melhores momentos de sua história. E este momento não começou com o menino do cabelo engraçado. Começou em 2002 e de lá para cá, o Paissandu do Boqueirão ganhou muito mais títulos do que ganhou de 69 a 2002. De uns tempos para cá, ele tem tantos títulos quanto os bambis e a gente. De certa maneira, o Laor está dando sequencia a um trabalho que começou a ser feito pelo Marcelo Teixeira. Só que ele não faz a menor questão de dizer isso.

  3. 04/05/2012 às 12:13 am

    Bons tempos só se for para os cofres do SPFW que não consegue alugar aquele estádio e agora terá as finais do estadual e receberá 12% da renda, repito 12% , é muito dinheiro , prefiro que o Corinthians continue no Pacaembu e deixe Jd.Leonor as moscas.

  4. Luiz
    04/05/2012 às 9:07 am

    Eu não estou entendendo mais o Kfouri: Detonou o ano inteiro o Campeonato Paulista, até que num nobre gesto com a humanidade resolveu, com todas as letras, “conceder” chamar o Campeonato Paulista de Campeonato Paulista e não mais de “Paulistinha” com pejorativamente chamava até semana passada. Agora, decidiu atacar, juntamente com outros, a Libertadores. Sugeriu que os Clubes Brasileiros não participem mais pela “violência” que o Santos sofreu na Bolivia. – Como se não existisse violência igual ou pior no Brasil, com equipes e torcidas visitantes na Libertadores, Copa do Brasil ou Brasileirão. É comum o espancamento de torcedores visitantes pela policia, com cassetes, gás de pimenta, apedrejamento de ônibus, etc. etc.. Até próprios jogadores já foram espancados dentro do próprio campo de jogo pela policia. Ontem em Belém, num jogo sem maior violência dentro de campo ou lances duvidosos, a torcida do Paissandú, jogou objetos, garrafas dentro do campo, as imagens mostraram o árbitro saindo do campo protegido pelos escudos da polícia dos objetos jogados e o time do Coritiba impedido de sair de campo pela ameaça dos objetos jogados. Será que vão pedir que acabem também a Copa do Brasil?
    Acaba-se a Libertadores, os Estaduais, a Copa do Brasil e só fica os 4 grandes de SP e RJ.
    Esquecem que vivemos no 3. mundo e praticamos, como povo, as mesmas coisas que nossos vizinhos Latinos.

    • 05/05/2012 às 10:32 am

      Luiz,

      Kfouri segue se superando na arte de escrever asneiras eu acho a libertadores em algumas situações um campeonato de quinta categoria,mas clube brasileiro boicota-la será um ato de extrema infelicidade.
      Como você disse nos campeonatos também tem seus problemas,Paisandu x Coritiba é uma grande prova disso,Atlético/MG x Goias também com a torcida do Galo intimidando os jogadores adversários a cada escanteio ou lateral cobrado no Independencia.
      Na cabeça de antas como Kfouri deve-se acabar com a maioria de nossos campeonatos com os clubes vivendo de excursões na Europa,algo absurdo que um jornalista com o minimo de sanidade jamais cogitaria,mas vindo do Kfouri qualquer besteira pode sair.

      • João
        05/05/2012 às 1:42 pm

        Só faria sentido acabar com os estaduais para os clubes excursionarem, se em toda a América fosse adotado o calendário Europeu. Assim se esticaria o Brasileiro durante o segundo semestre de um ano e o primeiro semestre do ano seguinte. A Libertadores, a Sul-Americana e as Copas Nacionais seguiriam o mesmo padrão de datas adotados na UEFA.
        Só dessa maneira para se conseguir datas compatíveis com os clubes europeus para amistosos. Se fosse assim, até que eu poderia apoiar.
        Se não mudarem o calendário, prefiro que continue do jeito que está, porém acho que o Paulista deve mudar a forma de disputa. Pelo menos para os grandes deveria diminuir o número de jogos, talvez os colocando em uma fase posterior da disputa, com 10 times no máximo (incluindo os 4 grandes), jogando todos contra todos no sistema de pontos corridos em jogos de ida e volta. Seriam o mesmo número de jogos para cada time como ocorre na primeira fase do sistema atual, só que não teriam as fases finais. Ganhariam pelo menos um mês para se preparem para o Brasileiro e fases decisivas da Libertadores.

      • Luiz.
        05/05/2012 às 3:47 pm

        Gustavo: Vivemos uma situação tão desastrosa de comportamento humano, que os torcedores do Guarani não estão conseguindo vir à S. Paulo pelo singelo motivo de que as empresas de ônibus não querem locar os mesmos por medo de apedrejamento. Isso num jogo que não tem “rixa” de “torcida”. Viva o “3. mundo…..o Haiti é aqui…….

    • David 77
      07/05/2012 às 3:43 pm

      Luiz comcordo com sua colocação de aqui no Brasil as coisas não são muito diferentes, basta ver toda vez que o Corinthians tem de jogar na VIla Belmiro, São Januário, BH e muitos outro locais. Qual foi a última vez que jogamos nesses estádio e não fomos garfados? Qual a última vez em que nossa torcida não foi recebida com pau, pedra e urina nessas praças? Quando a imprensa sempre “vigilante” deu algum destaque a esses fatos?

  5. Luiz.
    05/05/2012 às 3:43 pm

    Prezado João: Aparentemente não existe mercado para amistosos internacionais. Fora da pré temporada, alguns poucos times da Europa, incluso Real e Barcelona, fazem alguns poucos jogos no Ásia. Não me lembro de nenhum time Brasileiros nos últimos 20 anos fazer alguns jogos amistosos no mundo e nem de recebermos aqui algum clube importante.
    Não esqueça que dificilmente algum clube Brasileiro receberia cotas semelhantes as que recebem para jogar os regionais de SP e RIO (mais que a Libertadores) para jogarem amistosos. Os times Brasileiros, quase na sua totalidade, não tem expressão internacional

    • 05/05/2012 às 9:56 pm

      Financeiramente a idéia seria um fracasso,traria mais despesas do que ganhos aos nossos clubes.

    • João
      06/05/2012 às 12:48 pm

      Luiz, boa tarde. Na Europa ainda existem muitos torneios tradicionais de pré-temporada. Talvez nesses torneios se pudesse encaixar os clubes brasileiros para jogarem. Só que teria muito mais clube do que torneio para se participar. Esse é um ponto importante que os jornaleiros não pensam.
      Mais do que acabar com o Campeonato Paulista (que é o que me interessa, para os outros estou pouco me importando), acho que deveria ser feita uma reformulação em sua maneira de disputa. Menos clubes, consequentemente menos jogos, porém todos importantes. Um campeonato com 10 ou no máximo 12 clubes, de pontos corridos, com jogos de ida e volta seria o ideal. Ou então a volta do Rio – São Paulo. Mas aí será que não tiraria um pouco a rivalidade regional do Brasileiro, com o excesso de jogos?
      E também penso que poderia se adotar – até a título de experiência – o calendário europeu para toda a América. Com um calendário mundial unificado, quem sabe se abriria mais espaço para jogos e torneios internacionais. Seria interessante até para as redes de tvs que detém os direitos de transmissão dos principais campeonatos do mundo.
      Lembrando que os jogos fora do país são importantes para os grandes clubes brasileiros, até para enfim começarem a ser mais conhecidos no mundo todo. Perderiam dinheiro com o fim do Paulistão em um primeiro momento, que poderia ser compensado depois com a maior exposição e consequente valorização da marca.
      Acho que toda a discussão e debate são válidos e existem dezenas de boas propostas e soluções para o tema. Só não pode entrar na onda do acabar por acabar por que uma ou outra diva jornaleira quer e pronto. Abraços.

  6. 05/05/2012 às 9:55 pm

    Luiz. :

    Gustavo: Vivemos uma situação tão desastrosa de comportamento humano, que os torcedores do Guarani não estão conseguindo vir à S. Paulo pelo singelo motivo de que as empresas de ônibus não querem locar os mesmos por medo de apedrejamento. Isso num jogo que não tem “rixa” de “torcida”. Viva o “3. mundo…..o Haiti é aqui…….

    Ou seja a final do Paulistão será um fracasso de público,eu entendo e dou razão a empresa onibus,quem quer ter seu patrimonio destruido?

  7. 05/05/2012 às 9:57 pm

    João :

    O sonho do LAOR é ser um novo Andrés Sanchez. As provocações são as mesmas, as declarações polêmicas também, enfim todo o discurso é igual. A grande diferença é que um fala igual ao povão e o outro já tem um pouco mais de cultura.
    Ah, só tem um pequeno detalhe: um foi presidente do maior clube do planeta, já o outro é presidente de um clube que pensa ser muito maior do que é, mas mal ultrapassa os limites de sua cidade e a vizinha Cubatão. No dia em que o Neymar for embora, voltam para o ostracismo ao qual estão acostumados.

    Outra diferença o LAOR é facilmente influenciavel o Andres era mais convicto em suas decisões.

  8. 05/05/2012 às 9:59 pm

    Múcio Rodolfo :

    A gente tem de reconhecer que os Manjubinhas atravessam um dos melhores momentos de sua história. E este momento não começou com o menino do cabelo engraçado. Começou em 2002 e de lá para cá, o Paissandu do Boqueirão ganhou muito mais títulos do que ganhou de 69 a 2002. De uns tempos para cá, ele tem tantos títulos quanto os bambis e a gente. De certa maneira, o Laor está dando sequencia a um trabalho que começou a ser feito pelo Marcelo Teixeira. Só que ele não faz a menor questão de dizer isso.

    Concordo Múcio desde 2002 o Santos ganhou muitos títulos,não fiz as contas mas acredito que o clube da baixada santista foi o que mais ganhou títulos,embora Corinthians e São Paulo não estejam, tão atras nos números de títulos ganhos desde o ano que citei acima.
    Marcelo Teixeira foi um grande presidente e o santista de verdade deveria reconhecer isso.

    • 06/05/2012 às 11:54 am

      LEIAM TODOS: Lembrando que o título deles de 2002 contra a gente foi uma roubalheira só. O fato do juiz do primeiro jogo da final não ter sequer amarelado o Robinho num lance de expuslão (o amarelo retiraria o Robinho da segunda partida), mostra que algo muito estranho aconteceu naquela final. Teríamos um jogador a mais desde os 20 MINUTOS DO PRIMEIRO TEMPO DA FINAL. Aliás, Milton Neves percebeu que houve a ajuda escancarada do juiz e, a partir de então, para inverter a situação, inventou que o Corinthians tinha “apito amigo”, quando quem realmente teve foi os lambaris. Veja e espalhem para os lambaris que te encherem o saco: https://www.youtube.com/watch?v=j9AyGtEBjg4&feature=related segue a descrição :”Santos 2×0 Corinthians – 1° jogo da final do Brasileiro de 2002, Robinho da entrada criminosa em Deivid, lance para no mínimo cartão amarelo para o pendurado (com 2 cartões amarelos) Robinho, se recebesse o 3° amarelo ele não jogaria o 2° jogo da Final, jogo em que ele participou dos 3 gols das sardinhas, fazendo o gol de penalti , e dando assistencia para o 2° e o 3° gol do santos no 2° jogo da final.”

  9. Wilson Timão
    06/05/2012 às 11:23 am

    O pessoal de Campinas não pode vir de ônibus e muito menos de carro. No Morumbi não tem estacionamento, mas possui uma bem articulada quadrilha de bandidos que praticam extorsão em via publica e se auto intitulam “guardadores de carros”. Porque ninguém toma providência a esse respeito? Pelo que dizem esses elementos subornam policiais, delegados e ameaçam os agentes de trânsito, que não andam armados.

    Dependendo da cara do babaca cobram de R$ 150,00 até R$ 300,00 e mesmo assim a chance de não encontrar o veiculo ou encontra-lo depenado é grande. É esse obsoleto e ultrapassado estádio que os canalhas Neto e Juca Kfouri defendem diariamente.

    Para que se tenha um palco digno de uma simples final de Campeonato Paulista seria necessário no mínimo o rebaixamento do gramado, eliminação dos pontos cegos, linhas de acesso, estacionamento e total modernização do arcaico monstrengo de concreto armado.

    O estádio está sobre um rio, numa área ruim, sem esgoto e sem infraestrutura. Só o etílico mister soberba Juvenal Juvêncio para achar que tudo está uma maravilha.

    Não fosse a articulação do bamby Zé das Medalhas e o porco Marco Polo Del Nero a obsoleta edificação condenada a ser um estádio de importância secundária e assombrado pelo fantasma da insustentabilidade econômica jamais seria palco dessa final. Esse presentão da FPF lembra muito o famoso jogo das barricas.

    A conclusão e que com seus delírios arrogantes Juvenal Juvêncio perdeu seu principal cliente com o famoso caso dos 10% de ingressos. Comprou briga e agora o clube que já faliu em três oportunidades não vai contar com a nossa piedade, os outros podem roer a corda e se rebaixar, nós não.

    CORINTHIANS COMO MANDANTE NO MORUMBI NUNCA MAIS

  10. 06/05/2012 às 11:37 am

    Há 2 jornalistas esportivos que considero os piores do ramo. Um é o Alexandre Praetzel, o outro é o Mauro César Pereira. Os 2 são insuportáveis, abrem a boca e só falam asneiras.

  11. otrebor
    06/05/2012 às 6:58 pm

    Eu não entendo como é que um cara destes consegue trabalhar na radio bandeirantes.

  12. Múcio Rodolfo
    06/05/2012 às 7:44 pm

    Ontem após a final da Copa do Interior (acho que pode se chamar assim a competição), entre Bragantino e Mogi, o comentarista Muller da SporTV disse a respeito de um determinado jogador que este “gosta de fazer gol”. Mas……………….existe algum jogador que odeie fazer gols, que se sinta deprimido ao marcar um? E o cara ainda ganha pra falar uma coisa dessas!

  13. Daniel louco
    06/05/2012 às 10:15 pm

    Esse cara e um babaca,nao sei o por que deixam um gaúcho cornetar em SP ,uma baita bola fora da band .Abs e vai corinthians !sempre

  14. Pasquale
    31/05/2012 às 6:51 pm

    Esse jornaleiro gaúcho trabalhando em SP disse numa coletiva que o Timão perseguia a Libertadores há mais de cem anos, quando na verdade essa competição existe há 50 anos. Foi ridicularizado nas redes sociais e ainda queria ter razão.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: