Início > Uncategorized > Opinião:Os estaduais jamais acabarão

Opinião:Os estaduais jamais acabarão

Image

Ao contrário do que opina Eric Beting em seu Blog que os estaduais iniciam seu processo de desaparecimento,principalmente após os 9 pontos de média da partida entre Guarani x São Paulo no sábado de carnaval,não acho que os estaduais irão acabar para que clubes façam excursões pela Europa ou fiquem disputando ligas regionais como o Rio-São Paulo por exemplo.

Os estaduais precisam ser fortalecidos com as equipes do interior recebendo maiores cotas da TV para ter a possibilidade de serem mais competitivas e a condição de revelarem jogadores de qualidade como no passado.

Os estaduais sempre foram a fonte de jogadores do futebol brasileiro,é nele que as revelações do interior aparecem e que as pratas da casa dos grandes clubes podem se desenvolver,adquirir competitividade e começar a ter contato com todo o ambiente que envolve um clube de massa no Brasil.

O que seria de Zico,Sócrates,Falcão,Romário,Neto,Raí,Evair e até recentemente Neymar se não fossem os estaduais?Nos estaduais é onde todos esses grandes jogadores do futebol brasileiro se desenvolveram e adquiriram competitividade.

Os estaduais são campeonatos centenários e sempre estiveram no coração do brasileiro,precisam sem fortalecidos e repaginados com isso serão melhores(muitos ainda são) que a maioria dos campeonatos enlatados da Europa.

Anúncios
  1. Wilson Timão
    20/02/2013 às 3:58 pm

    COMO UM TORCEDOR SE TORNA INVEJOSO, MESQUINHO, COVARDE E ORDINÁRIO:

    Resposta: geralmente é por vontade própria, pois o ANTICORINTIANO já vem ao mundo como um sujeito mesquinho e invejoso. Verdadeiro pobre de espírito, pois, alguém minimamente equilibrado não escolheria torcer contra alguma coisa, como filosofia de vida. Mas, o pai também pode nfluenciá-lo, afinal, um medíocre só poderia formar outro medíocre, o que, aliás, ocorre com certa frequência, porque o anticorintianismo
    remonta de longa data. Com o passar do tempo, seu desvio de personalidade vai se solidificando.

    A manjada tática do ANTICORINTIANO se baseia em 4 procedimentos bem ordinários, mesquinhos e covardes:.

    1) Para não pegar muito mal, diz para os familiares e amigos que torce para algum time, por exemplo, São Paulo, Santos, Palmeiras, Flamengo, Grêmio, etc., mas, trata-se de disfarce, porque mal acompanha o que acontece com esses clubes; só pensa e respira Corinthians; trata-se de uma obsessão: sabe tudo o que ocorre com o Timão: escalação, campeonatos, contratações, tudo; sabe até mais do que os próprios Corinthianos;.

    2) Como é dotado de uma inveja doentia, faz de tudo para minimizar conquistas do Corinthians, costuma criar mentiras, mitos, apegando-se, muitas vezes, a detalhes sem importância alguma, mas, os maximiza de maneira paranoica apenas com o intuito de macular o Corinthians; atacam especialmente os torcedores, porque tem pavor medonho do crescimento constante dessa torcida, especialmente porque: mais torcedores, mais estádio cheio, mais renda, mais visibilidade, mais cotas de TV, mais publicidade, mais dinheiro, mais crescimento do clube, vitórias conquistas e assim sucessivamente;.

    3) Dentre seus comportamentos nada nobres, destacam-se a mania de carimbar nos Corinthianos aquilo que ele mesmo é ou faz, na mais fiel tradução do o velho ditado: “quem usa cuida”, bem como o péssimo hábito de tratar o Corinthiano de forma preconceituosa (é um dos seus procedimentos mais comuns);.

    4) Costuma supervalorizar, exponencialmente, conquistas
    do clube para o qual mentirosamente diz torcer, apenas com o intuito de humilhar e diminuir o Corinthians; Daí o fato de crescerem cegos, complexados pelo fanatismo do ANTICORINTIANISMO, chegando ao ponto de criar até sites e blogs especialmente com o intuito de secar e/ou denegrir a imagem do Corinthians e dos Corinthianos. Chegam a espumar cada vez que o Corinthians conquista títulos, simples vitórias ou até mesmo contratações! Gente esquisita essa, os ANTICORINTIANOS.

    O legítimo Corinthiano, ao contrário, nasce e cresce para amar aquilo que já está no seu sangue e não há pai que vai influenciar isso. Por que, afinal, o sujeito já nasce Corinthiano, porque torcer para o Corinthians não é melhor, nem pior, apenas diferente.. Não é por acaso que, em relação ao Corinthians, não se trata de um time que tem um a torcida, mas, de uma torcida que tem um
    time. Isso é ímpar no mundo e é uma das principais razões do ódio do ANTICORINTIANO. Isso, sim, é legal: torcer apaixonadamente para um time, essa é a essência não vitórias ou títulos.

  2. Julio
    22/02/2013 às 1:53 pm

    “Tragédia”. “Tristeza”. “Luto”. “Autoridades investigam”. Palavras que refletem o tom adotado pela imprensa boliviana para tratar da fatalidade que vitimou o jovem Kevin Beltrán, atingido por um sinalizador, quando assistia à partida San José x Corinthians, no estádio de Oruro.

    “Barbárie”. “Assassinato”. “Corinthians tem que ser punido”. “Tolerância zero”. É como a imprensa brasileira se refere ao triste acidente ocorrido na partida de estréia do campeão Corinthians na edição da Libertadores de 2013.

    A diferença de tom chama a atenção, mas existe uma outra, que é a dimensão dada ao fato. A imprensa boliviana dá destaque relativo ao fato, condizente com o que se espera da cobertura da morte acidental de uma pessoa em um estádio de futebol. No Brasil, a morte do jovem torcedor do San José, “assassinado pelos corinthianos”, tornou-se o assunto do momento. O Papa, Gil Rugai, Dilma, a blogueira, o calor, o apagão, a tragédia de Santa Maria, tudo ficou em segundo plano.

    As diferenças não se devem apenas às particularidades de temperamento entre bolivianos e brasileiros. A disparidade de grandeza e importância entre San José e Corinthians também não explica tudo.

    É o clubismo anticorinthiano o principal elemento da tsunami de indignação e da campanha pela “punição dura e exemplar” contra o Corinthians que se observa na nossa isenta e responsável imprensa.

    Siignificativamente, a comparação mais corrente que se faz – a justificar a imolação sem apuração, sem julgamento e impiedosa do Corinthians – é com a “tragédia de Heysel”, acontecimento de 1985, quando confronto generalizado entre torcedores do Liverpool e da Juventus resultou em dezenas de mortes, a maioria de italianos, feridos com facas.

    Faria muito mais sentido comparar a morte do jovem Kevin Beltrán com a de um outro garoto, quase da mesma idade, Rodrigo de Gasperi, ocorrida no Brasil, em 1991. A diferença é que Kevin morreu por causa de um ato, no máximo, inconsequente, praticado provavelmente por um torcedor do Corinthians, em um jogo sem quaisquer animosidades entre as torcidas.

    Rodrigo, corinthiano, foi morto dentro do estádio do Nacional, em São Paulo, atingido por uma bomba caseira arremessada pela torcida do São Paulo, em um contexto de provocações e briga entre as torcidas rivais.

    A imprensa quer que o Corinthians seja punido na mesma forma e grau com que foi punido o Liverpool pela tragédia de Heysel. Mas não se lembra da punição (nenhuma) endereçada ao São Paulo, pela morte de Rodrigo de Gasperi…

    Isso é o Corinthians. Isso é a imprensa brasileira.

  3. Múcio Rodolfo
    24/02/2013 às 9:27 pm

    Mais do que uma certeza, uma vontade….Também acho que os regionais não vão acabar. O paulistão, em especial, devido a força dos times interioranos que, apesar dos pesares, ainda são o celeiro de jogadores. O Corintians e um exemplo disso, indo se abastecer no Bragantino…No entanto, penso que deve haver uma mudança na fórmula de disputa.

  4. Múcio Rodolfo
    26/02/2013 às 1:18 am

    Acho que este incidente ocorrido em Oruro e o comportamento dos jornaleiros merece um post…..

  5. 08/03/2013 às 3:20 am

    Não é justo terminar com os estaduais, mais é preciso reduzir os numeros de equipes, 10 em cada estado está ótimo, é importante criar uma supercopa do Brasil ( Campeões da copa do brasil e Brasileiro), cair 3 no Brasileiro é o ideal. Todos merecem uma chance de crescer, os estaduais é uma forma de vitrine para muitos, e por favor sou totalmente contra duas finais, uma jogo é o suficiente, mais o lucro fala mais alto, wlw!!!!!!

  6. Téo
    22/07/2013 às 10:36 pm

    Saudades do Jornaleiros Esportivos, em 2012 eu via direto antes dos jogos do Corinthians e, assim, deu sorte para o Coringão ser campeão continental daquele ano. Bem, era só isso mesmo!

  7. Ronx
    17/12/2013 às 4:01 pm

    Ow, tá vivo??

  8. Alonso
    07/01/2014 às 10:15 pm

    Pow, vai escrever mais não? Esse blog acabou?

  9. 10/01/2014 às 12:59 pm

    Estaduais são importantes, mas será que as tabelas são boas? Não sei…

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: