ESPN: Crônica hipocrisia

 

A palavra hipocrisia é um dos sinônimos dos canais ESPN no Brasil, algo praticado diariamente e sem pudor em seu jornalismo e por sua equipe de comentaristas e narradores. Hoje na conquista do título inglês pelo Manchester City, a duplinha oficial do campeonato composta pelo fraco, sem carisma e repetitivo Paulo Andrade juntamente com o espanta audiência Mauro Cesar Pereira relataram como uma linda festa a invasão de campo realizada pela torcida do City, até acho legal a invasão de campo feita por uma torcida após um título, porém os mesmos que acham lindo a invasão de torcida a européia detonam os torcedores e clubes brasileiros quando o fato ocorre em nosso campeonatos. O que é lindo na Inglaterra se torna várzea,desorganização e espelho do futebol brasileirinho,é assim que atos semelhantes são tratado pela ESPN.

Hipocrisia barata, atitude revoltante e que mais uma vez prova o que digo há mais de um ano aqui no jornaleiros, a ESPN é uma emissora de quinta categoria, sem compromisso com a verdade, com o bom jornalismo e sempre dispostos a elogiar o que é de fora e debochar das coisas daqui. Picaretas do microfone com discurso sério e oratória bonita porém fracos de conteúdo e hipócritas crônicos.

Anúncios
Categorias:Uncategorized

Alexandre Praetzel: Morumbi e a volta dos bons tempos…

Image

Quem ouvia a Rádio Bandeirantes ontem a noite(03/05/2012) deve ter tomado um enorme susto… Alexandre Praetzel elogia a escolha do Morumbi como palcos das finais do campeonato paulista de 2012, considerando como a volta dos bons tempos do futebol paulista em termos de grandes espetáculos.

Uma afirmação que só pode ser entendida como uma piada de mau gosto, a final do campeonato paulista de 2012 dificilmente terá disputa devido a enorme diferença técnica entre as equipes do Santos e do Guarani, agora com todos os jogos transferidos para o Morumbi não há menor dúvida do tricampeonato santista.

É ridículo um jornalista que se julga tão superior aos colegas de profissão como o azedo Praetzel analisar que a escolha do Morumbi é a volta dos bons tempos do futebol paulista,não é não,a escolha do estádio deve ser entendida como um ato de politicagem da federação paulista com o intuito de agradar a nova presidência da CBF(ligada ao São Paulo Futebol Clube) e que futebolisticamente enterra qualquer chance do bugre campineiro em equilibrar a disputa.

Sacanagem com o torcedor de Campinas que desde 88 não tinha a oportunidade de acompanhar o Guarani na final de um Paulista e com o santista que considera o Pacaembu como sua casa em São Paulo,tanto que foi conquistar sua terceira libertadores no Paulo Machado de Carvalho.

O Morumbi é até um bom estádio para os padrões brasileiros(embora se tornará obsoleto quando as Arenas da Copa de 2014 estiverem prontas) mas trata-lo como sinal de bons tempos é uma afronta a inteligência do ouvinte e sinal de que os cardeais tricolores voltaram com toda força a influenciar a inocente e volúvel imprensa paulista,que critica jogos em Barueri e Presidente Prudente e agora acha o máximo que uma final que não envolve o São Paulo seja disputada no seu estádio.

Categorias:Uncategorized

Jornaleiros: Audiência televisiva em queda no futebol brasileiro

Achei interessante a notícia postada pelo blogueiro Daniel Castro no Portal da IURD (R7):

Em 2012, a média na Grande São Paulo dos jogos exibidos pela Globo nas tardes de domingo é de 15 pontos, contra 17,4 de 2011 e 21 de 2010, enquanto na Bandeirantes a queda de um ano para outro é de 21%.

A audiência não está caindo por que as torcidas estão diminuindo ou então estamos deixando de ser o país do futebol, a questão é clara e sem muita discussão o principal motivo pela queda da audiência televisiva do futebol brasileiro é resultado da propaganda destrutiva de parte da imprensa contra o futebol disputado em nossas terras.

Quem destrói o futebol brasileiro não é a Globo, Sportv, Bandeirantes ou Fox que detém direitos televisivos de jogos entre clubes brasileiros e valoriza o produto e sim rádios, blogueiros e emissoras de TV de segunda categoria, personificados por ESPN, Record e Juca Kfouri, que não possuem direitos de transmissão de esportes e futebol brasileiro fazem campanha anti-futebol do Brasil.Mesmo com audiência beirando o ridículo, estes meios de comunicação são barulhentos e conseguem através da repetição e se utilizando das mídias sociais a disseminar que nada presta no futebol brasileiro e que tudo na Europa é lindo e maravilhoso.

A atual campanha da turminha é pelo fim dos estaduais que seguem como sempre foram, no caso de São Paulo, por exemplo, o melhor e mais forte estadual do Brasil, continua com times fortes e tradicionais do interior, revelando jogadores e com os grandes decidindo como de outrora, ou seja, o que mudou em relação ao passado?Absolutamente nada. Por que se deve acabar com um campeonato centenário e de onde muitos jogadores foram e serão revelados?

Mas a turminha segue batendo forte nos estaduais e através da campanha intensiva vão iludindo os mais bobos que os estaduais não prestam e que o futebol na Europa é o melhor, com isso o interesse pelos campeonatos do Brasil vai diminuindo fazendo com que a audiência caía a cada ano.Aqui no Brasil 4 x 4 é jogo fraco e com erros, na Europa 0 x 0 é jogão, cheio de emoção e alternativas, ao menos isso é divulgado semanalmente na imprensa.Esse ano cansei de ver peladas europeias tratadas como clássico e jogos emocionantes e cheios de gols do Paulistão sendo subestimados pela imprensa.

É necessário um basta na campanha de desvalorização do futebol brasileiro que passa por um ótimo momento entre seus clubes, pois estamos cheios de grandes jogadores e com bons jogos dentro de campo.Para que esse panorama de desvalorização mude a Globo deverá ter um papel fundamental mostrando o lado bom do futebol da mesma forma que feita pela turminha do contra, ou isso acontece ou então não teremos mais futebol brasileiro aos finais de semana,pois a televisão não colocará um produto de audiência pequena nas tardes de domingo,tendo o torcedor que se contentar com Fulham x Charlton aos domingos à tarde com a turminha da ESPN.

Categorias:Uncategorized

Previsões furadas 182:Portuguesa rebaixada no paulistão

No ano passado e no início do ano ouvimos nossos “especialistas” que a Portuguesa era o Barcelona brasileiro,com um futebol bonito e vistoso que resgatava nossas tradições futebolisticas com revelações de nível de seleção  e um técnico sério e competente da nova geração.Quatro meses depois a Lusa volta ao lugar que mais frequentou nos últimos dez anos:a série B do campeonato paulista.

Utilizando a expressão de meu amigo Paulo Monteiro,uma série de comentários e previsões furadas de nossos jornaleiros onde destaco Flávio Gomes,Eduardo Afonso e Flávio Prado principais interlocutores do fã clube da Lusa que se instalou após a boa campanha na SÉRIE B.Sim leitor,destaco o termo Série B,pois embora a segunda divisão brasileira seja mais forte e melhor que a maioria dos campeonatos europeus não pode ser utilizada como parametro para tratarmos seus times como potências e salvação do futebol brasileiro como feito durante o segundo semestre de 2011 por nossos jornaleiros,que aliás agora com a Portuguesa na segunda divisão se esquecem do festival de previsões furadas que praticaram nos últimos 8 meses.

Categorias:Uncategorized

Fox Sports:Transmissões bairristas

Brasil estava bastante esperançoso que as transmissões esportivas na TV fechada tivessem uma reviravolta, saindo do bairrismo do Sportv e da babação de ovo a Europa feita pela ESPN.Enganei-me redondamente a Fox Sports faz um papel mais bairrista que o Sportv, sua equipe de esportes torce bizarramente para as equipes cariocas e gaúchas em jogos da Libertadores utilizando os mais pífios e bairristas adjetivos para promover essas equipes.

Na partida de ontem (12/04) que eliminou o Flamengo da recente edição da Copa Libertadores, o bom João Guilherme passou dos limites na torcida pelo rubro-negro esquecendo que a audiência da Fox não está concentrada apenas no Rio de Janeiro e sim no Brasil, parecia um narrador de FM preocupado em incentivar o Flamengo e torcendo discaradamente pelo empate de Olímpia x Emelec em Assunção.

 É normal que haja torcida pelo time brasileiro em jogos internacionais, não sou contra, mas deve haver um bom senso, quando a torcida passa dos limites a transmissão fica chata e mais focada em possibilidade esdrúxulas do que nos fatos reais. A Fox entrou com força no mercado brasileiro provavelmente esteja liderando a audiência entre as emissoras de esportes nos jogos do meio de semana, principalmente nos jogos com brasileiros envolvidos, porém deve diversificar sua equipe trazendo profissionais de outros estados e não somente gaúchos e cariocas que fazem a transmissão ficar regional e focada apenas na torcida por equipes destes estados. Por enquanto é Fox Sports segue o mesmo modelo ultrapassado e chato das transmissões da TV fechada no Brasil o que é uma pena pois o telespectador merece mais qualidade em transmissões esportivas.

Categorias:Uncategorized

Cosme Rímoli:Feliz 1 de Abril

Rosenberg decidiu apelar para o lado místico do corintiano.

E quer porque quer a aprovação da construção de uma estátua gigantesca no Itaquerão.

Um São Jorge de 30 metros.

O tamanho não é por acaso o mesmo do Cristo Redentor no Rio.

Rosenberg quer que o seu São Jorge imaginário vire cartão postal de São Paulo.

A marca registrada da cidade.

Assim como o Cristo Redentor é do Rio de Janeiro.

E quer cobrar para os fiéis terem acesso a São Jorge.

Espera com a peregrinação de fiéis arrecadar o que não conseguir com os naming rights.

O presidente Mario ‘futebol é business’ Gobbi primeiro se assustou com a ideia.

Mas agora se mostra favorável.

A estátua deve ficar na frente do Itaquerão.

Para ser vista de longe.

É uma pena que a estátua ainda não esteja construída.

Já poderia estar servindo para muita gente rezar diante dela.

Como Ricardo Teixeira.

Ele está sofrendo uma investigação do Ministério Público.

A nova acusação: ter recebido dinheiro para a construção do Itaquerão.

E São Jorge iria trabalhar…

O secretário municipal para a articulação da Copa, Gilmar Tadeu, faria bom uso dele.

Ele terá de explicar ao Ministério Público Federal a concorrência para os R$ 420 milhões de incentivos fiscais ao Itaquerão.

A Prefeitura lançou a concorrência nos seguintes termos: daria o incentivo para uma empresa disposta a construir um estádio em Itaquera.

Só que o Itaquerão já estava sendo construído e a Odebrecht, lógico, concorreu sozinha.

Gilmar Tadeu terá de explicar a estranha coincidência.

É São Jorge…

Matar o dragão foi fácil.

O Itaquerão o espera….

É inacreditável, mas o jornaleiro maldade Cosme Rimoli publica mais um ridículo post em seu blog no portal da IURD. Acredita em uma história típica de primeiro de Abril que seria a construção da estátua de São Jorge proporcional ao Cristo Redentor carioca na Arena Corinthians.

Rimoli se comportou como os famosos estagiários juvenis do UOL, que diariamente publicam as mais esdrúxulas notícias do noticiário esportivo, não se atentou que a estátua de São Jorge foi mais um deboche de Luiz Paulo Rosenberg sobre a imprensa paulista como constantemente o atual vice-presidente do Corinthians faz com nossos jornaleiros.

Nas entrelinhas Rosenberg humilha a imprensa paulista e faz o Corinthians seguir na capa dos portais de internet, jornais, rádio e televisão utilizando a burrice e a ingenuidade de verdadeiras antas como é o caso de Cosme Rimoli que acredita atacar o clube com suas palavras irônicas, mas na verdade serve como um grande veículo de propaganda da Arena Corinthians.

Não é possível que alguém que diz aos quatro cantos que tem mais de 20 anos de profissão como Rimoli ou Risolis (de risório) caia numa história dessas, talvez já queira antecipar as pegadinhas de 1 de Abril que está chegando…

Categorias:Uncategorized

Guarani x Ponte:Maior que joguinhos da segundona da Inglaterra

Esse final de semana tivemos o derbi dos 100 anos entre Guarani x Ponte Preta sendo esse sem dúvida alguma o maior clássico do interior do país, nenhum outro clássico entre equipes medianas tem a mesma rivalidade, história e jogadores importantes ao futebol brasileiro do que o clássico campineiro.Um clássico onde a derrota é proibida e as consequências são duras ao derrotado,deveria ser obrigatório ao menos um Guarani e Ponte por ano, mesmo que esses times estejam em divisões diferentes no paulistão ou brasileiro tamanha a rivalidade e o interesse que a partida esperta ao torcedor.

Um clássico que tem o respeito e atenção de todas as torcidas de São Paulo, mas que infelizmente alguns jornaleiros euro centristas tentam diminuir sua relevância comparando-o com o horrendo clássico da segunda divisão inglesa entre West Ham x Milwall, dois clubes pequenos e irrelevantes onde a principal característica é a briga entre holligans que até virou tema do filme Green Street Hooligans,não tendo qualquer qualidade no bola rolando,a tipica pelada inglesa.

Não é possível que alguém queira comparar clássicos como o de Campinas a horrorosos jogos da segundona inglesa, aqui no Brasil nossos jornaleiros fazem de tudo para tentar diminuir nosso futebol nos colocando em patamar menor do que qualquer pelada europeia que costumam servir como bons soníferos aos finais de semana.

O derbi dos 100 anos terminou empatado por 1 x 1 e teve todos os ingredientes de um grande jogo,expulsões,lances polêmicos,rivalidade e gol nos minutos finais.Um grande jogo que sem dúvida alguma foi melhor e mais interessante que as partidas europeias do final de semana,que servem de quebra-galhos para algumas grades de programação de tv’s brasileiras.

Sem continuar assim nossos jornaleiros vão dizer que Corinthians x Palmeiras,Flamengo x Vasco,Cruzeiro x Atlético/MG ou Internacional x Grêmio são partidas irrelevantes,o bom mesmo é ver West Han x Milwall,Betis x Sevila ou então Borussia Mönchengladbach.

Categorias:Uncategorized